Sobre amadurecer

foto (4).JPG

Esses dias estive pensando em como mudei de uns anos pra cá. A idade, talvez? Pode ser, mas é incrível como a gente muda muito com o passar do tempo.
Eu nunca me considerei imatura, mas lógico que sempre temos uma coisa aqui, outra ali pra acertar, e ocasionalmente onde crescer, mesmo porque uma hora a vida acaba cobrando, e é inevitável não sentir o peso nas costas.
Eu me lembro que não pensava muito no futuro, curtia viver o presente, e hoje, já prefiro ter uma visão mais ampla, me preparar pra lá na frente, afinal, eu tenho sonhos, todos temos.

Continuar lendo

Anúncios

O amor não consiste na ausência de conflitos, mas sim na capacidade de lidar com eles

Vejo tantas pessoas desistindo de relacionamentos por aí, a maioria não chega nem no primeiro ano de namoro.
É uma coisa mais comum do que imaginamos, parece que as pessoas estão sem tolerância, sem vontade de fazer dar certo. Parece que o mais fácil é simplesmente desistir na primeira discussão, assim, como se fosse algo descartável.

Continuar lendo

Precisamos falar sobre depressão

Hoje todos fomos surpreendidos novamente. Infelizmente de forma negativa, e nada desejada, mas não deixou de ser uma noticia que não estávamos esperando.
Chester Bennington , vocalista memorável da banda Linkin Park morre na Califórnia aos 41 anos, no auge de sua vida, vitima de uma doença que muita gente até mesmo não leva como doença em si: A depressão.

chester_live_in_dortmund_by_lp_ana-d31ltaf.jpg

Chester foi mais um em meio a tantas pessoas que cometem suicídio dia após dia no mundo todo, inclusive vale lembrar, que a taxa de suicídios subiu em 10% desde 2002 entre jovens de 15 a 29 anos no Brasil, o que é terrivelmente assustador no momento em que vivemos.

Continuar lendo

“Eu tenho um pouco de girassol”

Confesso que quando comecei a estudar a fundo sobre a vida do holandês Vincent Van Gogh, não achei que iria me surpreender tanto.
Com uma rapidez impressionante ao retratar os lindos girassóis de seu jardim, e com um olhar sereno sobre a energia e o brilho que os girassóis passavam, Van Gogh depositava sua dedicação nas nuances amareladas.
Ao analisar seus quadros, principalmente o “Doze girassóis em uma jarra – 1888” , notamos o quanto o tom amarelo é ressaltado e importante, mesmo que em mistura com outras cores.
Van Gogh era um apaixonado por girassóis, e apesar de toda as dificuldades nas quais passava, nunca deixou de transmitir serenidade e vida através de seus quadros.

“Assim como o girassol transforma seu olhar apaixonado pela luz do sol que a tudo dá vida (…), a Arte da Pintura, por inata inclinação, animada por um fogo sagrado, segue a beleza da Natureza. (Joost van der Vondel, poeta holandês no século XVII)”

Texto sobre o amor que veio e ficou

 

Como começar esse texto? hm, deixa eu ver.
Eu poderia dizer aqui os milhões de motivos que me fazem ama-lo mais a cada dia, mas isso ele já sabe.
Poderia dizer que ele melhora a minha vida, mas acredito que isso ele também já sabe.
Na realidade, acho que a maioria das coisas ele já sabe, mas é inevitável não lembra-lo praticamente todos os dias disso tudo.

Continuar lendo