10 dicas essenciais para aproveitar os parques da Disney!

Eu sou simplesmente apaixonada pela Disney, pra mim é o lugar mais mágico e encantado que existe. Tudo lá parece ser possível.
Quando fui, eu pesquisei bastante sobre os parques, dicas e etc, e mesmo assim deixei passar muita coisa que hoje aconselho as pessoas a fazerem e a não fazerem.

Pensando nisso, eu trouxe 10 dicas básicas e essenciais pra você definitivamente aproveitar muito os parques da Disney!
Vem ver como desfrutar muito mais desse mundo tão incrível! 🙂

tumblr_static_tumblr_static__640

Continuar lendo

Anúncios

Empatia: A ausência do século

Hoje decidi escrever um pouco sobre uma das coisas mais ausentes na vida das pessoas nos últimos anos: A Empatia.
Começo esse texto com uma frase de um escritor brasileiro muito influente nos estudos da psiquiatria e da Teoria da Inteligência Multifocal.

“A capacidade de se colocar no lugar do outro é uma das funções mais importantes da inteligência. Demonstra o grau de maturidade do ser humano.”

Assim disse Augusto Cury quando se referia a total falta de empatia das pessoas.
Vivemos em um mundo onde as pessoas só pensam nelas mesmas, não conseguem de alguma forma entender o outro, entender que temos que sair de nosso “mundinho” para tentarmos imaginar como as outras pessoas se sentem, para assim evitarmos possíveis transtornos.

Quando nos colocamos no lugar de alguém, nos elevamos, deixamos sobressair nosso maior valor, nossa maior essência.
A nossa humanidade se mantem mais destacada, mais viva, mais firme!
Mas quando isso não ocorre, a tendência é de sermos seres humanos egoístas, que só pensam em si mesmos.

É triste ver como as pessoas não se importam com o outro, como o sofrimento alheio é “tanto faz”, como a dor do próximo não afeta, e como a empatia é ausente nos dias de hoje.
Que sejamos mais humanos, mais fraternos e mais empáticos. Que possamos criar crianças com sabedoria, com corações puros e cheios de sentimentos bons. Que possamos ter mais empatia. Em casa, no trabalho e na vida!

 

Atualizando + novidades

Oi minhas lindezas, tudo certo com vocês? Que saudades de vir aqui falar um pouco sobre minhas histórias e novidades no geral.

A real é que dei essa sumida pois meu computador ainda está quebrado 😣 bem bad messsssmo! E por conta disso tô lutando pra manter as redes atualizadas, inclusive o canal, o mesmo que eu estava me dedicando bastante. Aí como tô sem previsão pra tudo normalizar, resolvi mostrar e contar um pouco de como foram os últimos dias, há aproveito pra avisar que sempre posto tudo no Instagram, corre lá e me segue @cacarrais ❤

Continuar lendo

Pais e filhos

tumblr_orsk0gZWRM1v8cokto1_500.png

Muita gente já veio com a pergunta pra mim: “Não me dou bem com meus pais, o que faço?” e pra ser honesta, mesmo eu tendo um relacionamento ótimo com meus pais, eu sempre soube responder, principalmente porque isso é algo bem comum de acontecer.
Óbvio que já tive minha fase rebelde sem causa, aquela famosa fase que você vê defeito em tudo, quer revolucionar o mundo sozinho, acha que pode fazer o que bem entender, quer anarquizar até mesmo a pipoca do tiozinho da esquina.
Apesar de ser uma fase difícil, é também uma fase cheia de descobertas e de provações. Acredito que a gente passa a se “moldar” a partir dali. Nossos gostos, nossa personalidade, por mais que depois de um tempo a gente amadureça, existem reflexos que nunca mudam.

Continuar lendo

10 vidas

Eu conheci o Dan na faculdade, mais especificamente no prédio de comunicação, o famoso prédio D, “famoso” mas bem menos centralizado que o resto da faculdade, e seus respectivos prédios.

A gente se via nos corredores, era de lei um olhar para o outro, assim, disfarçando, sabe?
Ele me via sempre com meu (querido) vestidinho floral, um de alcinha que eu adorava usar nos dias de calor, e eu o via sempre com a cara fechada, mal sabia o sorriso lindo que escondia.

Continuar lendo

Sobre a importância de deixar o passado simplesmente ser passado

É correto a gente afirmar que o passado é parte fundamental de nós mesmos como seres humanos, afinal, é ele quem nos constrói, quem nos prepara, quem nos ensina.
Eu sempre acreditei e defini ele como um conjunto de lições e aprendizados que aprendemos no decorrer da vida,  mas que apesar disso, ele deve ser deixado no lugar onde é certo deixá-lo: no passado.
O fato é que devemos desapegar um pouco desse passado, focar mais no presente, nas diversas coisas maravilhosas que virão, e sem ser clichê, eu desejo que seu passado se torne realmente passado.
Continuar lendo